quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Água de pepinos



Corte 1 pepino em cubos (com casca).
Esmague e ferva em 1 litro de agua por 15 minutos.
Coe e passe por um pano.
Guarde num frasco de vidro, no frigorifico.
Use como tonico facial, de manha e à noite.
Pode juntar um pouco de oleo vegetal (grainha de uva por exemplo) e usar como leite de limpeza, agitando bem antes de usar, para os dois liquidos  se misturarem.

Bálsamo labial brilhante

.

1 c. chá de cera (abelha ou de candelitta, ou outra cera de origem vegetal)
1 c. chá de azeite (pode ser macerado com calendula...ou não)
1/2 c. de chá de óleo de ricino
1 c. de chá de manteiga de karité/shea

 no link aqui podem ver o metodo para fazer.



Creme para pele muito seca



20g de manteiga de cacau
18g de óleo de sésamo
18g g de azeite
18g de oleo de abacate

3gtas de oleo essencial de alfazema
1gta de oleo essencial de geranio
1 gta de oleo essencial de rosa

Juntar a manteiga, os oleos e o azeite, e leve ao lume em banho maria até derreter a manteiga .Retire do lume, mexa. Continue a mexer para misturar até começar a arrefecer. Junte os óleos essenciais, mexendo até começar a engrossar.. Deite num recipiente (boião) e deixe acabar de arrefecer totalmente antes de colocar a tampa.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Creme de coco e mel


1c. chá de cera de abelha
8c. chá de oleo de coco virgem
2c. chá de oleo de grainha de uva
1c. chá de mel
1c. sopa de sumo de aloé
2capsulas de vitamina E
4 gotas de extrato de semente de toranja
Juntar os oleos e a cera de abelha e leve ao lume em banho maria até derreter. Retire do lume, mexa. Adicione o mel e o sumo de aloé. Continue a mexer para misturar até começar a arrefecer. Junte a vitamina E e o extrato de semente de toranja. Deite num recipiente (boião) e deixe acabar de arrefecer antes de colocar a tampa. O creme é naturalmente aromatizado com o aroma do oleo de coco, que fica optimo com o aroma do mel.

"Belly salve"- creme para ventre gravida (estrias)


1colher chá de manteiga de karité
15g de óleo de rosa mosqueta
30g de azeite macerado com calendula
7,5 g de cera
2 capsulas de vitamina E 
2 gotas de absoluto de rosa
Juntar a manteiga, o oleo e o azeite, a cera de abelha e leve ao lume em banho maria até derreter a manteiga e a cera. Retire do lume, mexa. Continue a mexer para misturar até começar a arrefecer. Junte a vitamina E e o absoluto de rosa. Deite num recipiente (boião) e deixe acabar de arrefecer antes de colocar a tampa.
Aplicar no ventre (barriguinha), duas vezes por dia, preferencialmente com a pele humida (após o banho ou humedecendo a pele com uma toalha molhada com agua morna.

Creme mãos com manteiga de cacau




4 colheres de sopa de cera
4colheres de sopa de manteiga de cacau
4 colheres de oleo de amendoas doces

Juntar a manteiga de cacau, o oleo de amêndoas, a cera de abelha e leve ao lume em banho maria até derreter a manteiga e a cera. Retire do lume, mexa. Continue a mexer para misturar até começar a arrefecer. Deite num recipiente (boião) e deixe acabar de arrefecer antes de colocar a tampa.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Óleo/loção perfumada para pés


plantas :
25g de tomilho
25g de alecrim
15 g de malva-flor
25g de casca de laranja seca
10g de hortelã-pimenta
 2 estrelas de anis
 = 150g de plantas secas
Pique as plantas.


Leve a lume muito brando e em banho -maria um recipiente com 750g de algum oleo (de coco, ou amendoas doces, ou azeite). Eu prefiro azeite, mas nem todas as pessoas apreciam o seu aroma caracteristico.

Mexa frequentemente com um colher de pau e deixe macerar ao lume por 2/3 horas. Cuidado para não fritar!! !O lume tem que estar mesmo baixinho e verifique o nivel da agua do Banho-Maria. Deixe repousar durante cerca de 12 horas antes de filtrar. Para filtrar use um passador fino e um pano de algodão (tipo fralda de bébe em tecido, claro!)


Meça o oleo e junte quantidade igual de agua de cal  (ver aqui a receita ). Agite bem, os dois liquidos vão misturar-se e emulsionar-se, ficando com a  aparencia de uma loção.

Acondicione em garrafa ou frasco de vidro escuro e guarde em local seco e fresco.
Utilize de manha e/ou à noite apos a sua higiene, massajando os pés.

Querendo pode adicionar oleos essenciais (na proporção de 1%,)
ex: de blend
 1p de hortelã-pimenta
2p de limão
1p de alfazema
1p de mangericão
1p de tea tree
coloque os oleos essenciais num frasco de vidro de cor ambar. Use conforme for precisando.

Creme rico de calêndula

30g de azeite macerado com calendula
30g de manteiga de karité
30g de manteiga de manga
15g de oleo de grainha de uva
7,5g oleo de germen de trigo
7,5g cera de abelha
15g de sumo de aloé
1,25 ml vitamina E
2,5 ml de óleos essenciais ou oleos de frangancia (opcional e à escolha)

Juntar as manteigas, os oleos vegetais e a cera de abelha e leve ao lume em banho maria até derreter as manteigas e a ceras. Retire do lume, mexa e misture o sumo de aloé. Continue a mexer para misturar até começar a arrefecer, e misture a vitamina E e os oleos essenciais ou de frangancia caso vá usar. Deite num recipiente (boião) e deixe acabar de arrefecer antes de colocar a tampa.
 http://cronicasdesabao.blogspot.pt/2011/04/creme-hidratante-de-calendula.html

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio Dia 9 de Dezembro de 2012

 
Dia 9 de Dezembro  de 2012
10:00 até 18:00
em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq.





Dia 9 de Dezembro de 2012
10:00 até 18:00

O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de m
ais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo dia 9 de Dezembro, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/
961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

"Estou grávida... posso usar óleos essenciais?"


“Queria fazer um creme hidratante e gostava de usar óleo essencial de alfazema. Mas estou grávida e li que as grávidas não podem usar óleos essenciais.”


Pois é...o uso de óleos essenciais em grávidas e crianças pequenas é muito controverso. Nas minhas pesquisas também encontrei muita informação bastante contraditória de fato. Eu nos wks que dou, desaconselho a administração em grávidas em princípio de todos os óleos essenciais, e mesmo o de alfazema por ser emenagogo (indutor da menstruação). Pode não ter um efeito tão forte em algumas mulheres, mas noutras poderá sim ter consequências complicadas. Dai ser sempre aconselhado um aromaterapeuta devidamente licenciado (que não cursinho de fim de semana sff) que poderá aconselhar individualmente cada pessoa de acordo com as suas características/necessidades.

A intenção é fazermos os nossos produtos para evitarmos os tais produtos prejudiciais. No entanto no caso de querer mesmo uma aroma muitas pessoas optam por colocar um pouco de aroma alimentar ou um óleo de fragrância ou então uma essência de grau cosmético (não servem essências de difusores aromáticos!) ...outra opção é, caso a receita leve uma percentagem óleo, que esse óleo seja macerado com a alfazema, ou até a karité. Então o creme ficaria ligeiramente perfumado, sem ser ter a potência de um óleo essencial. Quanto maior a extracção do perfume da alfazema mais cheiroso vai ficar o creme.

Já agora mais uma dica: para as barriguinhas das grávidas um creme com calêndula, q pode ser macerada em azeite, mas podem também escolher o óleo de grainha de uva que é também óptimo, com a karité (assim só batida ou se quiserem podem colocar mais uns perlimpimpins: sumo ou gel de aloé, vitamina E, outro óleo rico em vitaminas como abacate), fazem um creme de prevenção de estrias que é UM ESPETACULO! O creme convêm ou ter uma percentagem de agua (q pode ser o sumo de aloé, uma agua floral, que lhe dá logo um aroma, esta ultima). A água vai permitir uma melhor absorção pela pele, que não acontece quando temos apenas um creme gorduroso, que faz uma película protectora na superfície da pele, que é benéfica sim principalmente para certos tipos de peles, mas não é tão bem absorvido. Ou então quando fizerem a aplicação, molhar com uma toalha em água morna, besuntar a barriguinha e colocar a toalha húmida por cima. Vai permitir uma melhor absorção.


A calêndula dá um aroma a "verde e sol" ao óleo macerado e aos produtos feitos com ele, mas até se pode fazer uma maceração conjunta de calêndula e alfazema se quiserem. Atenção à calêndula que vendem por ai;)

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Bálsamo labial - Como fazer



Proporções de base para fazer bálsamos labiais:

20% da receita deve ser constituida por cera de abelha (ou outra cera) ou <ceras)
25% da receita deve ser constituida por qualquer manteiga que seja sólida à temperatura ambiente (óleo de coco, óleo de palma, lanolina, manteiga de karité, manteiga de manga, etc.)ou< manteiga sólida
15% da receita deve ser constituida por manteigas que sejam muito duras à temperatura ambiente (cacau) ou< manteiga solida e dura
40%  da receita deve ser constituida por qualquer óleo liquido à temperatura ambiente ( amendoas doces, grainha de uva, alperce, pessego, abacate, azeite, girasssol, rícino, etc) ou < óleo liquido


Todas as gorduras devem ser de grau cosmético.

Como fazer: pesar os ingredientes. Derretar em banho -maria até que tudo esteja derretido (nunca derreter em lume directo!)
A cera de abelha é o que vai demorar mais tempo a derreter, tenha paciencia e não aumente o lume, convém que o lume do banho-maria seja bem baixo.
Assim que todos os ingredientes estiverem derretidos, pode acrescentar o aroma: aromatiante alimentar, extrato natural, óleos essencial (excepto citrinos!) ou aromatizantes especialmente concebidos para balsamos labiais e de grau cosmético.
 NÃO USAR ESSENCIAS DE AROMATIZADOR DE AMBIENTE!!!

Se quiser usar cor, utilize corantes alimenticios, naturais (feitos a partir de plantas como a beterraba) ou de grau cosmetico.
NÃO UTILIZE NEM GUACHES, AGUARELAS, PIGMENTOS PARA PINTURA OU LAPIS DE CERA!!!

Deite em recipientes proprios ou em pequenos boiões de plastico ou vidro com tampa.
Pode acrescentar uma capsula de vitamina E, e /ou um pouco de mel, na mesma altura e que acrescentam os aromas e os outros aditivos.

Azeite de camomila



100g de capitulos (flores) em 500 ml de azeite e põe-se em banho-maria por 3 horas. Depois filtra-se e conserva-se dentro de uma garrafa. Para fricções no lumbago, torcicolos, contusões e dors reumaticas. Também pode ser usada na crosta lactea dos lactentes.
Se preferir pode fazer o metodo a frio e deixar dentro de um frasco por 30 dias, ao fim dos quais filtra e engarrafa.


terça-feira, 9 de outubro de 2012

stick repelente de insectos...


45g de cera
45g de manteiga de karité
30g. manteiga de cacau
60g de óleo de neem

15 gotas de oleo essencial de eucalipto
30gotas de óleo essencial de tea tree
30gotas de oleo essencial de citronella

Leve a a cera e as gorduras a banho -maria para derreter. Depois de derretido, retire do lume e vá mexendo para misturar. Quando começar a esfriar e a querer engrossar, junte os óleos essenciais, mexendo para mistruar bem.
Deite em tubos (dos usados para desodorizante em stick) ou não tendo deite em moldes de sabonetes ou de queques, ou ainda de bombons. Deixe arrefecer bem para solidificar.
(retirado da net )


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais



 No próximo dia 3 de Novembro em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais







(intensivo)

Como se prepara um óleo de massagem?

Como se faz um óleo macerado?
... Como se preparam as plantas?
E que plantas e óleos essenciais se podem utilizar?
E qual o óleo vegetal base mais adequado?
... E como se faz uma pomada? …

Quantas vezes tem feito estas perguntas?

Clarificar estas e outras questões será o intuito desde workshop.
Constituído por dois temas/módulos que se adaptam e entrecruzam, terá uma abordagem bastante pratica de modo a que possa enfim aventurar-se neste mundo fantástico dos óleos e plantas medicinais e aromáticas.


No próximo dia 3 de Novembro em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).
Valor: 100 €

Informações e inscrições através dos seguintes contactos:


Tel.: 214115529/916786462/961871637

suntrialquimias@gmail.com
Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt


Alguns temas abordados

-Óleos vegetais
-Propriedades e utilização
-Validade e conservação
-Óleos essenciais
-Breve abordagem à aromaterapia
-Propriedades de alguns óleos essenciais
-Alguns óleos essenciais tóxicos
-Percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais
-Como fazer
-Óleo de massagem
-Barra de massagem
-Plantas aromáticas e medicinais
-Identificação através do nome científico vs nome popular
-Propriedades e usos de algumas plantas
-Maceração em óleo/azeite: frio e quente
-Preparação da planta
-Tipos de óleos/azeites
-Modo de preparação
-Preparação de tinturas
-Preparação da planta
-Tipos de álcool e grau
-Modo de preparação
-Fazer pomadas e unguentos
-Metodologia
-Validade e conservação

Elaboraremos ao vivo um oleo macerado com plantas que usaremos para fazer uma pomada que os participantes levarão no fim da oficina. Faremos também um oleo de massagem com a escolha pessoal dos oleos essenciais a utilizar.
Cada participante terá direito a um manual e aos produtos elaborados na oficina por cada um.

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio



Dia 14 de Outubro de 2012


10:00 até 18:00




O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo dia14 de Outubro, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/
961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Quilos! Quilos de calendula!!



Estava mesmo a precisar de repor o stock de calendula. Afinal há sabão e creme para fazer!
E do Funchal recebi um saquinho  (parecia os saquinhos de papel das mercearias antigas, onde nos aviavam o açucar, os grãos e os feijões, mas este feito com papel reciclado de uma revista!). E nesse saquinho de papale vinha uma calendula de uma cor de laranja linda, linda! Na foto, é a da direita, a mais escura e bonita. A outra é do fornecedor habitual.

Bom então resumindo: tenho um garrafão com azeite a macerar com calendula, (atenção sabões e pomadinhas!); e também um boiãoxinho com oleos de grainha de uva com a tal calendula linda!

Verdade que as terras e os climas influenciam mesmo as qualidade das plantas , hein?

sábado, 25 de agosto de 2012

Atelier de óleos de massagem








Sempre quis saber como podia fazer um óleo de massagem? Conhecer um pouco das propriedades dos óleos vegetais e de óleos essenciais?

Falaremos sobre:

Óleos vegetais: propriedades.




Óleos essênciais: Breve abordagem à aromaterapia;

Propriedades de alguns óleos essenciais;

Alguns óleos essenciais tóxicos;

Como fazer um óleo de massagem: percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais

Antioxidantes e conservantes naturais.

Valor do atelier: 30 €

(inclui um pequeno conjunto de apontamentos com tabelas e dicas e um óleo de massagem que vamos elaborar e que poderão personalizar)

Solicitamos a reserva da vaga com a possível brevidade devido ao número limitado de vagas por atelier. Os contactos de email são :

suntrialquimias@gmail.com ou artingluna@gmail.com

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Curso de Comida Comida Viva e Sabão Natural na Anadia





  • Por si, pelos animais, pelo planeta - Divulgue, Obrigada!!!!

    O sabão natural é feito a partir de óleos e Manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).

    Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, alivi
    ando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia.

    Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
    É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

    Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
    Abordaremos questões e conceitos como:
    -Breve história do sabão;
    -Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
    -Medidas de segurança;

    -Ingredientes:
    -Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
    -Água destilada e outros liquidos
    -Óleos essenciais/óleos de fragrância
    -Aditivos e conservantes;
    -Tabela de saponificação: como usar;
    - O que é o "Desconto de soda" ou “sobre-engorduramento”
    -Saponificação, moldes e processo de cura.
    -Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
    - Demonstração de como se faz:
    Sabão natural (processo a frio:( Uso pessoal)
    Algumas receitas simples e praticas

    Pausa para passeio na QUINTA

    Curso de Comida Viva - Raw Food – Vegan

    Conteúdo Teórico.
    - A alimentação correcta para desintoxicar
    - Alimentos orgânicos, vegetais e sem serem cozinhados;
    - A energia vital de nossas células;
    - A importância do corpo alcalino;
    - Desintoxicação com base no jejum e na comida viva;
    - Individualização da dieta;
    - Alimentos compatíveis e incompatíveis;
    - Alimentos que nutrem a fome emocional, a nossa mente e o nosso espírito;
    - Como germinar para “acordar” as sementes;
    - Superalimentos: wheatgrass, espirulina, cacau, …
    - Rejuvelac e água de Sassy.

    Conteúdo Prático
    Preparação com Degustação e Almoço!
    Sumo de Clorofila; Smoothies Vivos
    Sopa viva e “quente”;
    Saladas
    Prato principal;
    Leite de Vivo (vegetal);
    Molhos;
    Patês;
    Sobremesas

    No próximo dia 28 de Outubro.
    Rua da Cotovia 30, 3780 Anadia, Vilarinho do Bairro - Portugal Horário: Das 9h às 19h.

    Mapa:http://goo.gl/maps/1YRVP

    Mais Informações:
    saosabao@hotmail.com
    leitedaterra@gmail.com

    Data & valor.
    28 de Outubro de 2012 das 9 às 19horas
    1oo € para pagamentos ATÉ 1 DE Setembro
    120 € para pagamentos efectuados em Setembro e Outubro

    Inscrição & Informações.
    (inclui manuais degustação, almoço e amostras dos produtos realizados no wks)
    Apenas serão consideradas as inscrições dos participantes que enviarem por email o comprovativo de transferência até 10 dias antes do workshop.
    email:leitedaterra@gmail.com ou saosabao@hotmail.com
    v.goncalvespereira@sapo.pt
    Contactos: (+35 1) 965 493 081 ou (+ 351) 967 030 737

    Evento confirmado em Lisboa . 30 de Setembro
    http://www.facebook.com/events/399851540073323/?context=create

2 em 1 - Por si, pelos animais, pelo planeta - Sabão Natural e Alimentação Viva


  • LISBOA - PORTUGAl av. Almirante Reis, 152

  • Por si, pelos animais, pelo planeta - Divulgue, Obrigada!!!

    Curso de Comida Viva - Raw Food – Vegan & Os segredos do sabão natural

    Curso de Comida Viva - Raw Food – Vegan

    Conteúdo Teórico.
    - A alimentação correcta para desintoxicar
    - Alimentos orgânicos, vegetais e sem serem cozinhados;
    - A energia vital de nossas células;
    - A importância do corpo alcalino;
    - Desintoxicação com base no jejum e na comida viva;
    - Individualização da dieta;
    - Alimentos compatíveis e incompatíveis;
    - Alimentos que nutrem a fome emocional, a nossa mente e o nosso espírito;
    - Como germinar para “acordar” as sementes;
    - Superalimentos: wheatgrass, espirulina, cacau, …
    - Rejuvelac e água de Sassy.

    Conteúdo Prático
    Preparação com Degustação e Almoço!
    Sumo de Clorofila; Smoothies Vivos
    Sopa viva e “quente”;
    Saladas
    Prato principal;
    Leite de Vivo (vegetal);
    Molhos;
    Patês;
    Sobremesas

    Pausa para almoço Raw

    O sabão natural é feito a partir de óleos e Manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).

    Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, alivi
    ando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia.

    Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
    É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

    Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
    Abordaremos questões e conceitos como:
    -Breve história do sabão;
    -Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
    -Medidas de segurança;

    -Ingredientes:
    -Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
    -Água destilada e outros liquidos
    -Óleos essenciais/óleos de fragrância
    -Aditivos e conservantes;
    -Tabela de saponificação: como usar;
    - O que é o "Desconto de soda" ou “sobre-engorduramento”
    -Saponificação, moldes e processo de cura.
    -Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
    - Demonstração de como se faz:
    Sabão natural (processo a frio:( Uso pessoal)
    Algumas receitas simples e praticas

    No próximo dia 30 de Setermbo
    Av, Almirantes Reis, 152
    - Portugal
    Horário: Das 9h às 19h.

    Mais Informações:
    saosabao@hotmail.com
    leitedaterra@gmail.com

    Data & valor.
    30 de Setembro das 9 às 19horas
    80 € para as duas inscrições
    50 € por workshop separados

    Inscrição & Informações.
    (inclui manuais degustação, almoço e amostras dos produtos realizados no wks)
    Apenas serão consideradas as inscrições dos participantes que enviarem por email o comprovativo de transferência até 10 dias antes do workshop.

    email:leitedaterra@gmail.com ou saosabao@hotmail.com
    restaurante@bem-me-quer.pt
    Contactos: (+35 1) 965 493 081 ou Tel: (+ 351) 21 847 66 78


    Os workshop´s só se realizam com o mínimo de 6 participantes
    — com Bemmequer Vegetariano e Florbela Graça.

Cosmeticos caseiros com mel

Máscara fortificante para os cabelos
Ingredientes:
1 copo de iogurte desnatado e sem sabor
1 xícara de mel
1 colhe (sobremesa) de gérmen de trigo
1 gema
Modo de fazer:
1) Bata todos os ingredientes no liqüidificador e coe.
2)Aplique sobre os fios e deixe em touca térmica por 20 minutos.
Lave, em seguida, deixando a água escorrer em abundância

Creme hidratante para as mãos
Ingredientes:
100 g de gordura de coco (óleo de coco sólido à temperatura ambiente ou seja não fraccionado)
1 gema de ovo (eu não colocaria, penso que diminui o tempo de vida do creme)
1 colher (sopa) de mel
1 colher (sopa) de óleo de amêndoas
Modo de fazer:
1) Amoleça a gordura de coco em banho-maria.
2) Misture a gema de ovo, o mel e o óleo de amêndoas.
3) Passar nas mãos 3 vezes ao dia.

Banho doce de mel
Ingredientes:
200 g de mel de alfazema
Água quente (de 35 a 40 graus), para encher uma banheira
Pétalas de rosas brancas
25 gotas de óleo de amêndoas
Modo de fazer:
1) Misture à água o óleo de amêndoas e o mel.
2) Salpique as folhas de rosas e tome um banho de imersão.
3 (Este banho tonifica e rejuvenesce a pele, além de relaxar totalmente o corpo.
4) Aviso: para as receitas usadas na cosmética, o mel mais indicado é o de alfazema. Tudo porque ele contém aroma suave e ação bactericida bastante eficiente. Esse tipo de mel é também o mais aplicado em queimaduras e picadas de insetos.


http://www.aservasmedicinais.com/assuntos/mel/

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Bolsas de croché









Barra hidratante

Material necessário:
- 100 g de manteiga de cacau
- 150 g de cera de abelha (ou candelita)
- 50 g de manteiga de karité
- 5 ml de essência cosmética a gosto
- 10 ml de óleo de rosa mosqueta
- 1 molde de silicone
 

Modo de fazer:

Numa panela de inox ou esmalte, derreta em banho-maria a manteiga de cacau, a cera de abelha e  também a manteiga de karité.
Não coloque diretamente ao lume porque a mistura vai ferver e as manteigas perdem as propriedades hidratantes.
Mexa bem até derreter lentamente.
Quando estiver totalmente líquida, sem nenhum pedacinho de manteiga, retire a mistura do lume.
Adicione o óleo de rosa mosqueta e também a essência cosmética.
Conforme for mexendo, a mistura perde um pouco a transparência e o brilho e ficará um pouco opaca, é normal.
Agora, coloque no molde.
Atenção que não pode ser colocado corante na mistura.
Aguarde secar por cerca de 30 min a 1 hora.
Depois disso, é só desenformar e está pronta a barra hidratante.

http://www.africanart.com.br/passoapasso/passo_hidratante_barra.htm

terça-feira, 10 de julho de 2012

Workshop / Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio







Dia 29 de Julho de 2012


10:00 até 18:00


O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão).
Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
Abordaremos questões e conceitos como:
-Breve história do sabão;
-Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
-Medidas de segurança;
-Ingredientes:
-Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
-Água destilada e outros liquidos
-Óleos essenciais/óleos de fragrância
-Aditivos e conservantes;
-Tabela de saponificação: como usar;
- O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
-Saponificação, moldes e processo de cura.
-Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
- Demonstração de como se faz:
Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
Alguns usos para o sabão natural lavagens.
Algumas receitas simples e praticas

No proximo dia 29 de julho, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

(é necessária confirmação por razões logísticas)

suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

Tel.: 214115529/916786462/961871637

Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt

Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais





 Workshop/Oficina Óleos de massagem e Pomadas/unguentos com plantas medicinais
(intensivo) duração: 6.30h (1 dia)

Como se prepara um óleo de massagem?
Como se faz um óleo macerado?
... Como se preparam as plantas?
E que plantas e óleos essenciais se podem utilizar?
E qual o óleo vegetal base mais adequado?
... E como se faz uma pomada? …

Quantas vezes tem feito estas perguntas?

Clarificar estas e outras questões será o intuito desde workshop.
Constituído por dois temas/módulos que se adaptam e entrecruzam, terá uma abordagem bastante pratica de modo a que possa enfim aventurar-se neste mundo fantástico dos óleos e plantas medicinais e aromáticas.


No próximo dia 24 de Junho em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).
Valor: 100 €

Informações e inscrições através dos seguintes contactos:


Tel.: 214115529/916786462/961871637

suntrialquimias@gmail.com
Email: geral@beholistic.pt

www.beholistic.pt


Alguns temas abordados

-Óleos vegetais
-Propriedades e utilização
-Validade e conservação
-Óleos essenciais
-Breve abordagem à aromaterapia
-Propriedades de alguns óleos essenciais
-Alguns óleos essenciais tóxicos
-Percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais
-Como fazer
-Óleo de massagem
-Barra de massagem
-Plantas aromáticas e medicinais
-Identificação através do nome científico vs nome popular
-Propriedades e usos de algumas plantas
-Maceração em óleo/azeite: frio e quente
-Preparação da planta
-Tipos de óleos/azeites
-Modo de preparação
-Preparação de tinturas
-Preparação da planta
-Tipos de álcool e grau
-Modo de preparação
-Fazer pomadas e unguentos
-Metodologia
-Validade e conservação

Elaboraremos ao vivo um oleo macerado com plantas que usaremos para fazer uma pomada que os participantes levarão no fim da oficina. Faremos também um oleo de massagem com a escolha pessoal dos oleos essenciais a utilizar.
Cada participante terá direito a um manual e aos produtos elaborados na oficina por cada um.

WORKSHOPS COSMÉTICA E SABOARIA NATURAL - Módulo 2 - Cosmética natural caseira










Este é o segundo módulo de uma série de outros sobre cosmética e saboaria natural.Tem uma vertente bastante prática e sensorial.

Com Florbela Graça

    • Domingo,8 de Julho de 2012
    • 10:00 até 18:00


 em Sintra, no espaço


Sintra-se Descoberta Do Ser
Morada: Av. Dr. Miguel Bombarda, 39
(em frente à Estação da CP de Sintra)


Neste atelier vamos falar sobre:

Enquanto observamos vários óleos e manteigas vegetais, abordaremos
...

As suas propriedades e benefícios para a pele


Plantas e óleos essenciais para os cuidados da pele


Aditivos e conservantes naturais


Cera de abelha vs outras ceras naturais e emulsionantes


Manteiga corporal/ creme / loção: proporções


Bálsamo labial


Aprenderemos a fazer um creme hidratante para corpo.


Algumas receitas simples

Informações e inscrições:
gabrielapereira6@hotmail.com
suntrialquimias@gmail.com
96 237 57 24 / 91 259 82 14


http://suntrialquimias.blogspot.pt/p/workshopsateliersoficinas.html

sábado, 19 de maio de 2012

Medidas de segurança na manufactura de sabão natural


Nota (06/11/2013):
Devido a alguns procedimentos perigosos que tive conhecimento, e que colocam em risco a saude (e a vida) de quem está a fazer o sabão e /ou de quem vai usar o sabão: A soda caustica (hidroxido de sódio) assim como o hidroxido de potassio, são agentes quimicos perigosos. Têm de ser manuseados com extrema cautela, usando equipamento adequado (luvas, mascara e oculos de protecção, asim como vestuario adequado); AO fazer a solução alcalina, deve ser usado utensilios adequados, de preferencia de inox (NUNCA; MAS NUNCA DEVE SER USADO ALUMINIO!!!!), e resistentente a temperaturas altas (rondam os 90º ou mais) e resistentes à acção corrosiva da soda caustica; a soda deve ser deitada sobre a agua e nunca , nunca ao contrario; quando se junta a solução de soda nas gorduras, nunca, mas nunca podem as gorduras ao lume!!!!
O manuseamento incorreto da soda caustica, pode levar a graves acidentes, com gravissimos ferimentos e, dependendo da sua localização (por ex. se for no rosto e vias respiratorias), a cegueira e a graves problemas respiratorios, incapacitantes.
Igualmente importante é saber qual a quantidade segura de soda caustica a usar, de forma a que o produto final seja um produto seguro, não caustico.

Actualmente têm acesso a inumeras receitas/formulas de sabão, em sites, grupos, livros... quando copiam uma receita devem rever os dados/valores atraves de uma calculadora. Há sempre a hipotese de ter podido haver uma gralha e a receita não estar bem. Igualmente devem ter confiança (e mesmo assim rever a formula) na pessoa/site/livro que disponibiliza a formula. Há formulas e formulas...

O sabão tem um periodo de cura que TEM DE SER RESPEITADO! pelo menos 4 semanas para sabão cold process, e uma semana para hot process. Rebacht ou refundido de sabão novo (que desanda por ex.na altura do traço), tem que curar as 4 semanas na mesma.

Desculpem o alarmismo, não é nada algo que eu faça, mas tenho-me dado conta que as coisas estão a perder um bocado o controlo, há pessoas não estudam, não se formam, leiem na diagonal, apanham umas dicas aqui, uns sururus ali, e depois vão "fazer sabão", muitas vezes para oferecer, para vender (como se já não fosse grave ser de uso pessoal/familiar).... É preciso responsabilidade, consciencia.


Medidas de segurança na manufactura de sabão natural


Muito importante O mais importante a considerar é o perigo de soda cáustica ou potassa cáustica. Ambos os ingredientes são perigosos e devem ser mantidos fora do alcance de crianças e animais. Quando misturado com água produz uma solução alcalina que em contacto com a pele pode causar queimaduras químicas significativas e cujos vapores tóxicos podem provocar danos nos olhos e garganta quando inalados. Devem-se seguir as instruções de segurança, quando da preparação da solução alcalina (junção da água com a soda cáustica) que representa o momento de maior perigo. A partir do momento em que a saponificação, esse perigo diminui e já não é perigoso para a pele. É importante fazer o calculo correto da soda cáustica necessária para a gordura a utilizar para que não fique uma quantidade excessiva de soda cáustica no sabão.
O material de protecção deve ser:



Óculos de protecção (para evitar salpicos nos olhos)




Mascara (para evitar a inalação de vapores)



Luvas de borracha (para proteger as mãos)



Avental ou bata para proteger a roupa
Em geral deve-se usar roupa de manga comprida, calças e sapatos fechados, para limitar o contacto acidental com a solução alcalina na pele.

Ao mexer a massa com a varinha mágica deve-se ter o cuidado de manter as lâminas, submersas antes de ligar, para que não salpique.

Em caso de contacto com a solução cáustica ou da massa de sabão, lavar abundantemente com água corrente e vinagre. Em caso de contacto com os olhos , lavar imediatamente com água corrente e procurar assistência medica urgente  .

Este processo não deve ser feito por crianças, devem ser mantidas afastadas por protecção.
Manter animais de estimação também fora da divisão onde é feito o sabão

terça-feira, 8 de maio de 2012

Workshops de cosmética e saboaria natural - Módulo 1: cosmética e bem-estar para mamãs e bebés





De  Florbela Graça e Gabriela Pereira






Com Florbela Graça

Este é o primeiro módulo de uma série de outros sobre cosmética e saboaria natural.Tem uma vertente bastante prática e sensorial

    • Domingo, 10 de Junho de 2012
    • 10:00 até 18:00



Morada: Av. Dr. Miguel Bombarda, 39 (em frente à Estação da CP de Sintra)




Terá lugar no dia 10 de Junho de 2012, em Sintra, no espaço 


Sintra-se Descoberta Do Ser
Morada: Av. Dr. Miguel Bombarda, 39
(em frente à Estação da CP de Sintra)

Neste atelier vamos falar sobre:

Os óleos vegetais mais comuns em Portugal: suas propriedades.

Outros óleos e manteigas vegetais.

Algumas plantas aromáticas e medicinais mais utilizadas: qualidades e propriedades.

A maceração em óleo: como fazer.
-A preparação da planta.
-Os vários métodos de maceração.

Conservação e durabilidade dos óleos macerados:
- Antioxidantes e conservantes naturais.

Óleos essenciais em produtos para bebes e crianças e grávidas: sim ou não?

Algumas receitas simples e práticas.

Ex.
Pomada de calêndula com azeite macerado de calêndula e cera e água destilada (ou água de cal, ou água de rosas)
Loção de limpeza com azeite de alfazema e água de cal
Óleo e Creme hidratante preventivo de estrias

Informações e inscrições:
gabrielapereira6@hotmail.com
suntrialquimias@gmail.com
96 237 57 24 / 91 259 82 14

Workshop/Oficina: Sabão Natural - Processo a Frio


Sábado, 26 de Maio de 2012




  • 10:00 até 18:00


  • O sabão natural é feito a partir de óleos e manteigas vegetais e ou animais, aos quais é adicionado uma solução alcalina para que se dê uma reacção química chamada saponificação (ou seja que as gorduras se transformem em sabão). 
    Assim faziam as “nossas avós” o sabão. A partir da segunda metade do século XX, estes conhecimentos começaram a desvanecer-se à medida que os novos detergentes e sabonetes industriais foram tomando conta mercado, aliviando até a mulher de mais uma tarefa, no seu já atarefado dia-a-dia. Actualmente e perante as crescentes certezas dos danos e prejuízos causados pelo excesso de químicos recebidos pelo nosso organismo através da utilização dos variadíssimos sabonetes, géis de banho, champôs e tantos outros produtos cosméticos e de higiene pessoal, produzidos e disponibilizados pela industria químico-farmacêutico, há um retorno às coisas simples, às origens, às raízes.
    É disso que se trata nesta oficina pratica. Explicar e demonstrar como é que se transforma um azeite, a gordura mais comum no nosso país, em sabão e dele retirar todos os proveitos e benefícios.

    Vamos aprender a fazer o nosso próprio sabão. Aprender quais as gorduras que se podem usar, os seus benefícios, quais aditivos colocar.
    Abordaremos questões e conceitos como:
    -Breve história do sabão;
    -Como as nossas “avós” faziam o sabão para a barrela;
    -Medidas de segurança;
    -Ingredientes:
    -Gorduras (óleos e manteigas) e soda cáustica;
    -Água destilada e outros liquidos
    -Óleos essenciais/óleos de fragrância
    -Aditivos e conservantes;
    -Tabela de saponificação: como usar;
    - O que é o “Excesso de soda” e “sobre-engorduramento”
    -Saponificação, moldes e processo de cura.
    -Usar plantas aromáticas e medicinais na manufacturação de sabões
    - Demonstração de como se faz:
    Sabão natural (processo a frio): Lavagens e limpezas.
    Sabão natural (processo a frio): Uso pessoal (personalizado)
    Alguns usos para o sabão natural lavagens.
    Algumas receitas simples e praticas

    No proximo dia 26 de Maio, em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds), Horário: Das 10h às 18h.
    Valor:85€ (inclui manual e amostras de produtos realizados no wks)
    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    (é necessária confirmação por razões logísticas)

    suntrialquimias@gmail.com (Florbela Graça)

    Tel.: 214115529/916786462/961871637

    Email: geral@beholistic.pt

    www.beholistic.pt

    Os participantes têm direito a um manual e a amostras dos produtos elaborados durante o workshop. Em relação a material que precisem levar será: caneta/lapis e um caderno para algum apontamento, e um saco para levar os sabões amostras (que irão acondicionados numas caixinhas), pode se quiser trazer um paninho da louça ou algo similar, para envolver as caixinhas, podem trazer.
     

    segunda-feira, 19 de março de 2012

    Workshop/Oficina "Óleos de massagem e Pomadas medicinais"

    .
    Como se prepara um óleo de massagem?
    Como se faz um óleo macerado?
    Como se preparam as plantas?
    E que plantas e óleos essenciais se podem utilizar?
    E qual o óleo vegetal base mais adequado?
    E como se faz uma pomada? …

    Quantas vezes tem feito estas perguntas?

    Clarificar estas e outras questões será o intuito desde workshop.
    Constituído por dois temas/módulos que se adaptam e entrecruzam, terá uma abordagem bastante pratica de modo a que possa enfim aventurar-se neste mundo fantástico dos óleos e plantas medicinais e aromáticas.


    No próximo dia 28 de Abril em Algés, Rua Damião de Góis, nº 34 - 1º Esq. (perto da Estação dos Autocarros, ao lado do MacDonalds).

    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    Tel.: 214115529/916786462/961871637



    Alguns temas abordados

    -Óleos vegetais
    -Propriedades e utilização
    -Validade e conservação
    -Óleos essenciais
    -Breve abordagem à aromaterapia
    -Propriedades de alguns óleos essenciais
    -Alguns óleos essenciais tóxicos
    -Percentagem/proporção de óleos carregadores/ óleos essenciais
    -Como fazer
    -Óleo de massagem
    -Barra de massagem
    -Plantas aromáticas e medicinais
            -Identificação através do nome científico vs nome popular
    -Propriedades e usos de algumas plantas
    -Maceração em óleo/azeite: frio e quente
            -Preparação da planta
            -Tipos de óleos/azeites
            -Modo de preparação
    -
    Preparação de tinturas
            -Preparação da planta
           -Tipos de álcool e grau
            -Modo de preparação
    -
    Fazer pomadas e unguentos       
            -Metodologia
            -Validade e conservação


    Informações e inscrições através dos seguintes contactos:

    Tel.: 214115529/916786462/961871637